29 de dez de 2009

news

Oi gente...
faz tempo que to sem passar aqui, mas dessa vez nao tive culpa.
Tive que mandar meu computador pro conserto e como tava na garantia ainda era agora ou nunca mais. kkk
Simplesmente os computadores da HP (os mais novos pelo menos) fazem mto barulho... eu e minhas amigas temos vontade de jogar fora, alias uma esta a esse ponto. kkk Eu tinha 30 dias de garantia e mandei arrumar. Pois ele voltou hoje, silencioso. Quer dizer, ainda faz um barulho que os pc's da mac nao fazem, mas perto do barulhao que estava ta silenciosissississississimo...

Sobre minha vida de au pair, ta chegando ao fim...
tenho alguns dias ainda com esse "titulo" e acho que nao eh novidade pra ninguem que eu fico neh? Estou trocando meu visto, comeco na faculdade dia 11 de janeiro. Farei o curso de Business Management - International Business Specialization. Eh um curso de 2 anos, pra quem ta interessado a entrar no mercado de trabalho aqui. Eu nao pensei em fazer outra faculdade pq nao estou trocando de area e meu curso do Brasil de 4 anos foi aceito aqui como um curso de graduacao de tb 4 anos.
Sem falar que posso fazer esse mais barato... dinheiro aqui eh tudo.


Dia 8 de janeiro de 2010 vai fazer 2 anos que me despedi no aeroporto no Brasil pela primeira vez... 2 anos.
como a vida muda em dois anos...

Bom, acabei de voltar de Pittsburgh, PA onde passei o natal com a familia do Greg. Senti falta da minha claro, mas conversei com eles pela web cam, e por estar com outra familia (que nao minha host family) me senti melhor. Em relacao a comida, sou mil vezes a do Brasil... OBVIO. Mas na parte de presentes, eles aqui gastam mesmo. Nunca vi coisa parecida. Eu nao dei desse tanto, mas recebi bastante. (tem foto no orkut) mas os melhores foram uma bolsa coach da mae do babe e um ipod touch dele.

Hoje estou aqui fazendo minha lista de coisas que quero fazer no ano de 2010... academia (de verdade), cursos, me dar bem na facul, amor, familia.
Mal posso esperar pelo Natal do ano que vem... (falta mto ainda?) vou pra casa. mas se pra ficar pra sempre ou nao, ai so Deus sabe.

Eu sempre penso em mais coisas pra postar, mas quando chega aqui esqueco.
Ah, quero agradecer as meninas que dizem que acham meu blog e leem em dois dias, 3 dias, 6 dias... brigada.
Eu era assim tb e sabia que criando um blog isso um dia ia acontecer.
Eh bom neh? a gente se sente mais aqui... eu fazia o mesmo. e ainda mostrava pros amigos, familia, etc.
hahah

Bom, no mais eh isso.
nada que venha a minha cabeca agora.
Um beijo a todas
e um feliz 2010.

2 de dez de 2009

Curiosidades - by Sonia (mae da Fer)


Gente, aqui esta o ultimo post da mae. Ela agradece todos os comentarios e fica mto feliz quando ve que recebe bastante.
Aqui estao as curiosidades dela. Ela que lia sim blogs de au pair, que ja sabia de algumas, mas que deve ter esquecido. Voce que mora aqui, ja sabe de tudo isso. Mas essas foram as curiosidades dela que como turista encontrou.
E so pra lembrar: Ela conheceu uma casa, algumas cidades... pode ser que nao sejam todas assim.


- As casas são todas fechadas. Raramente as janelas sao abertas, portanto ar fresco mesmo só na rua. Eles têm ar condicionado no calor e ar quente no inverno. E os banheiros, a maioria não tem janelas. Usam uma espécie de exaustor no teto pra tirar a umidade.

- É super normal (pra eles) arrotarem e depois pedir licença. (eca). Deve ser o efeito da comida e dos refrigerantes, que se comem e tomam demais.



- Em horários de pico, certos trechos da estrada, existem uma faixa, permitida apenas para quem tem mais de uma pessoa no carro (nos USA quase todos andam sozinhos, por isso é que tem muito carro nas ruas). É multa na certa pra quem estiver sozinho no carro e usando essa faixa. Fazem isso pra que mais pessoas deixem seus carros em casa e peguem carona (menos trafego menos poluição).




- Em alguns restaurantes, devido ao enorme fluxo de clientes, quando você faz a reserva, recebe um dispositivo que quando chegar a sua vez vai piscar várias luzes. Pode-se até sair do restaurante e ir passear, não muito longe dependendo dos minutos que faltarem pra sua vez.

- Americano não usa esponja de banho e sim toalhinhas feita do mesmo tecido das toalhas de banho, e às vezes mais felpudinhas, por acharem mais higiênico (uma contradição pra quem não costuma tomar banho todo dia).




- Não existe varal para estender roupa. Só usam máquinas de secar.



- Nos bares, lanchonetes e restaurantes tem várias TV ligadas. Dependendo do tamanho do ambiente tem mais de 5 ou 6, para distrair os clientes.



- O churrasco dos americanos é feito com hambúrguer maior um pouco do que a gente conhece. Carne mesmo é muito cara. O consumo maior e geral é por frango.



- Não existe panela de pressão, portanto, feijão só em lata, pronto e com caldo bem ralinho.


- Gorjeta é quase uma obrigação. Todos dão.




- As paredes internas das casas são de gesso. Muito frágeis. Não sei se de todas, mas as que conheci eram.

- Tudo, simplesmente tudo, tem taxa para pagar. São impostos que vc vê o quanto está pagando. Se algo custa 10 dólares, vai ter uns centavos de taxa descriminados na sua nota fiscal. Até comida, sorvetes, eletro, nada escapam. Podem ser 5% , 10% ou pouco mais.



- O uso do celular é de graça após as 21hs, fim de semana e feriados para todo o país.

- Existem muitos carros nas cidades, pois cada casa tem pelo menos dois sempre, e um terceiro se tiverem babá. Eles dificilmente usam ônibus, que na verdade são mais utilizados por estrangeiros. Dias de neve os onibus sao utilizados com mais frequencia que o normal.



- As cidades não têm prefeito, pois elas têm tamanho de bairro, e também não tem bairros, então um grupo de pessoas, tipos vereadores, tomam conta de várias cidades as mesmo tempo. (Na foto, da pra ver o mapa de Maryland, mas ao inves de cidades, sao mostrados os counties)




- Os americanos não gostam muito de McDonald's, acham que é coisa de pobre pq é mt barato. Com exceção do Mc da Time Square em NY que é um luxo e um pouco mais caro.




- As cidades são muito perto uma das outras, quase que nem se percebe quando termina uma e começa outra. Dá pra se fazer a travessia por dentro mesmo. Mas se vc quiser ir pra uma cidade um pouco distante de onde vc está, tem que usar um rua tipo rápida, com 5 faixas, onde o fluxo de carro não pára. Existem mais duas faixas de acostamento, que só são permitidas parar se seu carro quebrou, porque um policial vai chegar em minutos pra ver o que vc esta fazendo ali.

- Em cima de pontes e acostamentos, as ruas sao feitas de diferente material. Isso eh pra que no caso do motorista cochilar ou em cima de pontes perigosas ou perto dos divisores de pista, perceber pelo barulho diferente que faz no carro se vc passar por ela.







- O café dos americanos mais parece um almoço, com ovos mexidos, bacon, lingüiça e muito, mas muito catchup. (na foto nao tem catchup)




- Quando o jovem vai para a faculdade (college), ele sai da casa dos pais. Ou mora na própria faculdade ou com amigos, e não volta mais pra casa depois de formado. A partir da formação os pais dizem que o filho é independente, devendo trabalhar para o seu sustento. Daí pra frente o jovem geralmente vai dividir a casa com amigos até casar. Os jovens acham a melhor fase da vida deles, pois ficam donos dos seus narizes. Os pais então passam a curtir mais o casamento já que não tem mais filhos dependentes
 


- Em Orlando, vários ônibus tem na sua frente um suporte pra transportar a bicicleta. O passageiro leva-a junto e quando chega no seu destino, é ele mesmo quem a tira do lugar. O motorista espera pacientemente.



- Toda cidade tem um centrinho, onde fica o mercado, farmácia, banco, algumas lojas, mas tudo isso num só lugar. A maioria das cidades têm shopping.





- Os postos de gasolina são self service,ou seja, o cliente é que se serve sozinho. Não existe frentista. Vc usa o cartão do banco para pagar. Se for a dinheiro, aí sim vc entra na lanchonete do posto e efetua o pagto ao empregado que libera a bomba pra vc.




- Nos restaurantes e lanchonetes, vc só paga uma vez pelo suco ou refrigerante, podendo encher o copo quantas vezes quiser ( refil).




- Restos de comida podem ser jogados na pia, que é triturado e desaparece ali mesmo.



 - Não se tem pano de prato bordados como os nossos, nem paninhos de limpeza. Panos de chao, eles ate fazem um, mas normalmente o que se usa são toalhas de papel, (pelo menos a mulher que limpa a casa da Fer usa) em rolos maiores que os nossos, que absorvem muito mais a água sem rasgar, além de toda casa ter lavadora de louça é claro.








- As ruas são muito sinalizadas, pois o governo investe na segurança do trânsito, com muitas placas, luminosas, que chamam demais a atenção do motorista. Isso nas ruas principais de grande movimento.



Já nas ruas que levam até as casas, que parecem um condomínio fechado, a iluminação quase não existe.

- Também é permitido (e todos fazem), levar as sobras do seu pedido pra casa. O garçom te pergunta se você quer levar e te traz uma caixinha de isopor e uma sacola, pra vc embalar. Feio é não levar, afinal vc esta pagando.


- As placas dos carros não têm um padrão único no país. Cada estado tem a sua. O dono até escolhe a placa que quer ter, com letras, números e até palavras ou nomes próprios. As placas tem ate desenhos.






- Se o dono do carro for ou tiver um deficiente em casa, ele recebe uma espécie de adesivo, que ele cola no pára-brisa. Ou a propria placa do carro vai ter um simbolo de cadeirante. Sendo assim, ele pode colocar num locar permitido apenas para deficientes e não levar multa. O carro parado nessas vagas sem essa identificação é multa na certa.


No proximo post a Fer vai colocar as fotos da nossa viagem.
Beijos
e obrigada pelos comentarios.

17 de nov de 2009

Desfecho das ferias - by Sonia (mae da Fer)

Mais um post da mae ai. Ela quer ver comentarios pq esse aqui levou uma vida pra escrever. hehehe
PS: Sugiro que vc tenha tempo. nem eu nunca escrevi um post tao longooooo e cheio de detalhes.
eu volto logo.
Beijos


Eu to achando que estou viciando nesse negocio de blog. Quero contar mais, quero ler os comentários...será que isso pega??? Kkk  Esse será o último meninas, por isso vai ficar um tanto grandinho, perdoem-me.
Bom, como comentou a Luiza no post  anterior, fez um calor infernal aqui em Ctba , fora de época. Anormal eu diria pra essa cidade, kkk.
Ah, esqueci de comentar no blog anterior, que antes de irmos pra Disney, tive o prazer de conhecer duas amigas da Fer, a Rafa e a Bruna. Duas fofas. Agradeço a Deus pela amizade delas pela minha filha, pois sabemos que vcs au pairs ficam muito carente de afeto familiar aí, e verdadeiras amigas são mais do que irmãs. E elas se falam todo dia (  e como falam).  Meninas, vcs são lindas. Amei as duas.

Tb fui conhecer a casa do Greg. Até que não estava muito desorganizada pra uma casa onde só moram  marmanjos e com um cão labrador enorme ainda por cima. Mas com certeza precisaria de uma boa faxina (até me ofereci pra isso mas a Fer descartou essa possibilidade).
Continuando... de volta da viagem ao mundo mágico da Disney, no domingo, após o Greg nos pegar no aeroporto, fomos almoçar num restaurante mexicano em Washington. Aí eu falava, Fer, pede comida sem pimenta. Acho que a garçonete ouviu isso  umas 10 vezes mais ou menos. E não é que tava uma delicia o prato. Após o almoço, como era dia de jogo do time do Greg       ( Steellers) e da Fer agora (imagine se ela ia contrariar o namorado), ele nos levou para conhecer o bar desse time, pra ver como é que torcem os americanos. Gente, quanta diferença daqui. Todos com camisa do time, vários telões ligados no jogo, muita música nos intervalos, mesas cheias, muita gente na maior harmonia. E olha que perto dali tinha o bar do time adversário. Ou seja, não teve brigas, discussões ou bebedeiras. Fiquei impressionada. Mas ficamos um pouquinho só, pq eu, uma senhora, me senti um pouco deslocada (kkk) aí fomos pra casa, descansar  pq ninguém é de ferro.

Bom, durante a semana toda, como a Fer ainda estava de férias, nossa rotina era levantar as 9h30 mais ou menos, tomar café, e sair pra rua, ou melhor, para os shopping. As coisas são mais baratas que aqui no Brasil, mas para a gente que ganha em real, não dá pra ficar comprando tudo o que vê. A Fer dizia, olha mãe, que baratinho. E eu respondia, pra vc que ganha em dólar pode ser, mas pra mim que tenho que converter, preciso pensar. Ouvi muitas vezes ela dizer, mãe: quem converte não se diverte. As vezes tinha que esquecer mesmo isso pra poder abrir a carteira (kkk).
Mas quem realmente abriu a carteira foi minha filha adorada. Ela não me deixou gastar com nada que não fosse pra mim mesma. Pagava tudo e ainda me encheu de presentes (eba) .Pra se ter uma idéia, eu fui com duas malas, sendo que uma que levei era de presentes pra Fer, pra família dela, pro Greg, enfim...voltei com 3 malas estourando, só pra mim e pro Lucas....que gostoso.
No dia 14 de outubro, foi niver do Kobi, menino mais novo que a Fer cuida, e ele queria uma festinha brasileira. Então na terça voltamos mais cedo das “compras” pra fazer brigadeiro. Vieram algumas au pairs com suas kids: A Sandra, a mais nova da turma, um doce de menina, super simpática. A Vanessa que já chegou me chamando de tia, alegria em pessoa, veio tb a Carol que estava se despedindo pq ia embora ( a essa altura já foi). Felicidades pra vc Carol. Também veio a Rafinha, que já citei no começo do post, e veio uma nanny mt simpática, que não era brasileira, portanto não rolou diálogo (kkk). A casa ficou cheia de crianças, brincando pra todo lado, e as au pairs botando os assuntos em dia ( se é que tinha alguma novidade, pq elas se falam toda hora).


Tinha pizza ( que eu não consegui gostar mt não por conta do molho), tinha um bolo com velinha, brigadeiros e limonada. Muitas bexigas verde e amarela. A graça ficou por conta do parabéns. Primeiro as meninas cantaram em inglês, bem devagar, sem palmas, como é o costume americano, aí a segunda parte foi em português, com muitas palmas. Teve a continuação: é pic, é pic...é hora...é hora....e o aniversariante  roxo de vergonha, quase entrando embaixo da mesa, mas muito feliz.
Na quinta-feira, fomos jantar com as meninas no Olive Garden (restaurante preferido da Fer ). Lá eu conheci a Ana. A baiana mais querida do mundo que me dizia assim: minha tia, eu não quero ir embora. Torce  por mim pra que eu consiga ficar. To torcendo Ana, acredite. Gostei muito de vc. Também conheci a Grazi. Toda delicada, linda e simpática demais. Pude conversar mais um pouco com a Rafa, a Bruna .Estávamos em 9 pessoas. Fomos as ultimas a deixar o restaurante. O garçon  já estava erguendo as cadeiras e nós ali comendo. Foi uma noite muito agradável e muito fria tb.
Nos dias seguintes, mais shopping, target, ross, pq a Fer ainda tinha grana pra gastar comigo...mas chegou uma hora que ela falou: mãe, vai demorar pra vc ir embora? Meu saldo no banco ta cada dia mais baixo (kkk).
Também visitamos alguns lugares nesses dias: Em Arlington fui conhecer o famoso cemitério. Fiquei impressionada com a organização . Fomos pra Alexandria, uma cidadezinha bem bonitinha. Conheci Bethesda, Rockville, Potomac, Baltimore ( pena pra mim e sorte pra Fer que naquele dia o aquário estava fechado, ela não precisou gastar mais) kkk.
Pra Washington DC  fomos duas vezes para poder ver todos os monumentos e alguns museus mais importantes. Adorei principalmente onde foi filmado Uma noite no Museu 2. Andei pacas naqueles dois dias. A única queixa foi achar um lugar pra estacionar. O que é aquilo? Anda, anda, dá uma volta na quadra, duas e cadê a vaga? Tivemos que colocar o carro muiiiito longe e ir andando, mas valeu o sacrifício.


O dia da minha volta estava chegando e a saudade já ia apertando. Na minha penúltima noite na casa, eu não consegui dormir. A Fer e o Lucas já estavam no 4º sono e eu acordada, chorando e escrevendo um recadinho pra deixar pra minha filha. Meu pijama encharcou. Foi mt triste. Já me imaginava aqui de volta, sem ela, sem poder abraçar, beijar, apertar, brigar, discutir, aconselhar. Passa tanta coisa na cabeça da gente, que só as mães sabem do que eu to falando.
Eu viajaria no domingo, às 8h30 saindo de NY, então nós teríamos que viajar de carro até lá no sábado a noite. E foi o que fizemos. Saímos a meia noite e meia de casa. Antes disso a host da Fer, veio se despedir de mim. Falou até pra eu ficar até o natal (kkk). Falou ainda pra voltar qdo quiser. Ah se fosse mais perto.... muito legal ela dizer isso.
Chegamos as 5h da madruga no aeroporto JFK. Fizemos o check in, tomamos café e ficamos ali dando um tempinho. Eu passei pela fiscalização do embarque as 7h20 mais ou menos. Deixando a Fer e o Greg aí do outro lado me olhando, me dando tchauzinho. Gente, só de escrever e relembrar, estou engasgada (snif). É de acabar.
Bom, entrei e a Fer foi embora. Estavam super cansados tadinhos. E eu aguardando o meu vôo que era as 8h25.
Percebo uma agitação esquisita perto da tripulação no saguão. Dei um jeito e sentei de costas pra eles .Escuto um cidadão com uma pastinha na mão dizer para o comandante: o vôo vai atrasar umas duas horas. Gelei. Pensei caramba, se atrasar esse eu perco o outro em S.P. que vai pra Ctba. O horário havia mudado aqui no sul pra horário de verão, ou seja, 2h de diferença .Aí o comandante, depois que o carinha saiu de perto,  falou assim pro resto da turma dele: vou tirar esse atraso no ar. Duas horas de atraso vou fazer virar uma só.Como assim???

 Eu não sabia se ficava feliz ou se chorava. Se ele fosse mais rápido do que o normal, eu não perderia o vôo, mas e o medo? Ele pode ir mais rápido? Não seria perigoso? Mas se ele fosse na velocidade normal, minha ida pra casa naquele mesmo dia não ia rolar. Ai Senhor, me de calma, foi o que pensei. Depois de um tempinho, fui falar com o carinha da TAM e expliquei a ele meu caso, e ele disse, não se preocupe senhora. Se o seu vôo já tiver saído qdo chegares em S.P. a TAM coloca a senhora no próximo vôo. Ufa, to salva, pensei.
As 10h em ponto eu estava no ar. Tratei de mudar o horário do meu relógio pro horário de S.P. e fiquei monitorando. Será que vai dar tempo? Pensei nisso o tempo todo.Durante o voo, o comandante avisou umas 6x pra colocarmos o cinto, pois estávamos passando por uma área de turbulência. Bota turbulência nisso. Sacudia tudo. Teve uma senhora que até gritou .Chegamos as 21h15 e eu tinha que fazer o check in até as 21h30. Eu queria sair do avião o mais rápido possível, mas pobre não tem mt sorte. Tínhamos que esperar o povo mais favorecido financeiramente da 1ª classe descer. Que óóódio. Eles eram mt lentos. Quando finalmente desceram já eram quase 21h30, mas como a esperança é a ultima que morre, eu ainda tinha um pouquinho. Saí correndo pelo aeroporto atrás das minhas bagagens. Adivinhem? Elas quase sempre são as ultimas a chegarem. Peguei as malas e ainda tive que ir atrás da declaração da receita, pq no avião, só os da primeira classe que recebem. Para os pobres nunca tem, sempre acabou. Aí eu ia andando e escrevendo. Super mega nervosa, mãos suando, a caneta achou de pifar bem na hora, eu estava quase chorando. E a fila da alfândega era enorme, mas andava mt rápido e eu não conseguia escrever. Que nervoso. Quando finalmente passei pelo cidadão, com o documento na mão, só lembro dele ter perguntado: ta vindo da onde? E eu quase passando por ele, disse meio baixinho: de NY. E passei. Eu devia estar toda descabelada, suada que ele nem se interessou em ver minha bagagem (dois carrinhos) Ainda bem, pq eu estava trazendo tanta coisa, inclusive o wii que a Fer deu pro Lucas.  Ufa, estava livre dele. Saí quase correndo pra fazer meu check in, olhei no relógio eram 22hs. Dancei. Já sabia que não daria, mas fui confiando no que o carinha tinha me falado: eu iria no próximo vôo. Fiquei sem ação qdo o atendente me disse: - nosso próximo vôo pra Ctba é amanhã as 8h55, mas ta lotado. O que tem lugar é o das 12h30, mas a senhora poderá ir pra um hotel conveniado com a TAM, com direito a jantar e café da manha. Uma van vai lhe levar e buscar amanhã no horário que a sra.agendar.
-Eu tenho opção? Perguntei a ele.
-Não senhora.
-Então ta, vou fazer o que?  
O Lucas mto nervoso quase abriu a boca a chorar. Eu quero ir pra casa, quero ir pra aula amanha.
-Fique quieto menino, já to nervosa. Não me deixe mais. Não há o que fazer, portanto, relaxe. Bom, fomos de van pro hotel Dobly Internacional. Quando cheguei lá até que não achei ruim ter perdido o voo (kkk). Era lindo, e eu então teria mais um dia de férias.. Bom, pra resumir, há meia noite fomos jantar (uma delicia), com direito a uns 10 tipos de sobremesa. Não se assustem, eu só comi uns 4 tipos. Depois de uma ducha fomos dormir. Eu estava tensa, mas com a barriga cheia pelo menos. Acordamos as 9h, tomamos um senhor café da manhã, tomamos a van e retornamos pro aeroporto. Fiz o check in , despachei as malas  ( paguei excesso de bagagem, por que será heim?) e fomos sentar. Dali uma horinha e meia já estaríamos voando. Será? Que nada. Quando faltava uns 40 minutos, ouvimos no auto-falante: atenção senhores passageiros do voo numero tal, esse voo foi cancelado. Favor comparecer no balcão nº 7. Oque?????? Só pode ser piada. Fui doida da vida pro tal balcão e fui informada que a aeronave teve problemas por isso teve de ser cancelada. Mentira. Tinha poucos passageiros, então resolverão juntar todos do meu voo, com os das 15h30.

Ou seja eu só viajaria pra casa 3 horas depois. Fizemos um lanchinho rápido (e caro por ser em aeroporto) e ficamos esperando a hora. De repente nos avisaram que o embarque seria no portão 1. Descemos. Esperamos 20 m e nada. Fui falar com rapaz e ele me disse, vai ser no portão 3 mesmo. Eu que antes estava só nervosa, comecei a ficar brava com o atraso, cancelamento,sobe e desce.
Voltamos pro portão 3 e já tinha fila. Que bom, agora a gente vai. Quando entrei, tinha uma senhora no meu assento. Eu falei pra ela, educadamente, meu banco é 1E, e ela: o meu tb, e me mostrou o ticket. Ai meu Senhor, será que vou ter que sair do avião agora? E minhas malas? Eu tava mt preocupada com minha bagagem..medo que se extraviassem, sei lá. E foi entrando mais pessoas e a gente ouvia, esse é meu assento. È meu tb. Maior confusão. O comissário foi chamado e ele disse, olha, é melhor vcs sentarem onde tem lugar e vamos ver o que acontece. Eu que já tava sentada no banco que não era meu, pq a sra. estava no meu lugar, tratei de fechar    meu cinto e disse: daqui ninguém me tira. Não saio nem amarrada. Estou desde ontem querendo ir pra casa, que fica só a 55m daqui e não consigo. O que aconteceu, foi que juntaram os dois vôos num só, e esqueceram de mudar os números dos tickets. Mas coube todo mundo, graças a Deus.
Na hora de sair, Deus mandou uma baita chuva. A sra. sentada do meu lado começou a rezar e eu segurava na mão do meu filho e pensava: Ai Senhor, não to gostando da idéia de voar com chuva. Será que dava pra esperar só mais um pouquinho? E orei tb é claro. A turbulência foi tanta que o comandante avisou que não teria serviço de bordo. As comissárias estavam sentadinhas com o cinto preso o tempo todo. Foi bem tenso, mas enfim chegamos sãos e salvos. Em Ctba chovia mt. As malas chegaram na plataforma todas molhadas, e adivinhem quais foram as ultimas? As minhas é claro. Todo mundo já havia saído e eu fui ficando nervosa de novo, achando que minhas malas tinham ido pra outra cidade, já que o destino final do voo não era em Ctba.
Pegamos um táxi e seguimos pra casa. Trânsito terrível e onde eu moro, é a rua mais engarrafa no fim do dia de toda a cidade. 10 minutos pra andar 3 quadras. Finalmente eu estava em casa. A pressa era tanta pra entrar, ver meu cãozinho, que achei até que nem se lembrava mais de mim, que puxei pela alça da mala pra subir na calçada e esqueci de como estava pesada. Resultado: arrebentei a alça. ( tudo bem, a mala era da Fer mesmo, kkk).
Viram porque chamei meu filho de boca santa?
Em casa fiz como a Fer pediu, coloquei na cama tudo o que trouxe dos states, presentes que ganhei e o que comprei pra tirar uma foto. Gentem....minha cama ficou tão cheia que nem deu pra ver tudo na foto. Eba.

Meninas, eu queria que esse post fosse o último, pra não cansar vcs, mas a pedido da Leticia e Rafa, que queriam que eu falasse das diferenças entre os nossos paises, talvez eu faça isso na próxima vez.
Agradeço de coração a paciência e o carinho de todas.
Beijos

4 de nov de 2009

Viagem para Disney - by Sonia (mae da Fer)

Gente, aqui vai o post fresquinho que a mae acabou de mandar... to achando pouco comentario heim? hahahahaha
Beijos e boa leitura.


Olá meninas. Fiquei tão feliz com os comentários que resolvi voltar logo terminar de contar minha saga.(kkk)
Bom, onde eu parei? Ah sim, acordamos cedo no domingo e nos preparamos pra irmos pra igreja. Todos cantando em inglês e eu em português é claro...bem baixinho pra ninguém perceber já que a melodia é a mesma. Depois do término do culto, conheci algumas pessoas muito simpáticas e ficamos conversando por um tempão e tirando fotos pra variar.
Depois fomos pra casa, almoçamos e seguimos para um outlet, pq eu precisava comprar um tênis novo pra ir pra Disney ( se eu imaginasse que nem ia usar...) Quem mora aí sabe do que eu to falando, mas vou explicar pra quem ainda não conhece. Outlet são lojas de marcas conhecidas tipo Nike, Adidas, Reebok, e muitas outras, que vendem produtos bem mais baratos que nas lojas. Entramos em trocentas mas eu como sou uma pessoa mt contida ( mais conhecida como mão-de-vaca), fiquei horas lá e só comprei 1 tenis pra mim e outro para o Lucas (kkk).

De volta pra casa, fomos arrumar a mala, pq sairíamos ao meio dia da segunda-feira. Na hora marcada, O Greg chegou para nos levar para o aeroporto. Meninas vcs não imaginam o tanto de coisa que levamos. A quantidade de calçados então... A Fer é uma exagerada, vcs não tem noção.
Ás 14hs estávamos voando rumo a Orlando. Nós três pela primeira vez juntos. Que alegria. O Lucas parecia no céu....e estava quase lá mesmo (kkk). Ele e a Fer fazendo palavras cruzadas pra passar o tempo e eu pagando mico pra variar ( derrubei o copo de água com gelo em cima de mim). Ainda bem que estava quente. Viagem perfeita. Bom, quando chegamos estava um calor insuportável...abafado mesmo. Fomos perguntar pra um senhorzinho o ponto de táxi e ele queria saber pra onde íamos. A Fer respondeu e ele disse, pq não vão de ônibus? É perto e custa bem baratinho. Baratinho? É com a gente mesmo, vamos esperar. O que ele não falou é que o ônibus demoraria pra chegar....mais ou menos 1 horas sentadas esperando. Pensamos em desistir e pegar o táxi, mas pra quem já tinha esperado 1 hora, esperaria mais um pouco. Finalmente ele chegou. Fomos apreciando a paisagem, linda...Anoiteceu....e nós no ônibus ainda. Quando chegou o ponto certo a motorista (era uma mulher não mt educada) nos avisou e descemos. Andamos um tikinho e chegamos ao hotel. Graças a Deus....afe. Aí a Fer foi fazer o check in...e depois comprar o pacote de ingressos para os parques. Pensem numa pessoa indecisa...pensaram? Multipliquem...essa é a Fer. Eu morta de cansada, querendo tirar o meu tênis novo ( que aquela altura esta cozinhando o meu pé) e a menina pensando, qual parque, qual o melhor jeito de aproveitar todos, como faria, bla, blá, blá....finalmente ela decidiu e a gente pode ir para o quarto. Ah, esqueci de contar que antes de chegarmos no hotel a Fer passou no mercado e comprou muita água, frutas e pão, pq no quarto do hotel poderíamos fazer café se quiséssemos.

Quando abrimos a porta do quarto, os dois folgados se jogaram na cama. E eu, que estava quase morta, resolvi desfazer as malas...acreditam? Pois é, essa sou eu...hipertativa.
No dia seguinte, não conseguimos acordar cedo. Fomos para o parque no ônibus das 10h30. Hollywood Studios foi a nossa primeira opção. Lindo mesmo , a gente queria ver tudo e fotografar tudo. Tinha uma montanha russa no escuro ao som da banda aerosmith que era uma coisa louca. Quase desisti quando vi a velocidade que o carrinho saia, mas eu não sou mulher de desistir fácil não. Foi de arrepiar confesso. Lá dentro eu pensava o que estou fazendo aki??? Kkk, mas valeu a emoção.

E o calor aumentando. Todos bonitinhos de tênis. Dentro das atrações o ar condicionado era maravilhoso, tipo geladeira mesmo e quando vc saia pra fora, a sensação era de ter entrado no forno ligado. Duas horas depois estávamos todos de havaianas pq nossos pés estavam cozidos. Imagine quem vai em julho.E eu, carregando os tênis numa mochila. A Fer me ajudou a carregar, mas a maior parte fui eu né dona Fernanda? kkk

Bom, hora do almoço , fomos procurar o que comer. Adivinhem? Achamos arroz com feijão. Claro que o feijão era de 3 dias atrás, mas o arroz até que deu pra comer. Foi a minha primeira refeição brasileira depois de 5 dias nos States....eu já tava passando mal de tanto comer sanduíche.

Gente, se eu for contar os detalhes como a Fer quer, de todos os nossos dias na Disney, com certeza ninguém terá paciência de ler até ao fim...nem eu...entao acho que só vou dizer que foi maravilhoso. Inesquecível. No segundo dia fomos ao Magic Kingdom, o maior de todos eu acho....tb com atrações divertidíssimas. Chegamos antes de abrir as 9h e ficamos até perto das 22h, pq queríamos assistir ao show de fogos no Castelo da Cinderela. Acho que uma das coisas mais lindas que já vi. No terceiro dia, optamos pelo parque Animal Kingdom...acho que foi o dia mais quente de todos. Ainda bem que tinha muita árvore pra gente se esconder um pouco do sol, senão morreríamos. Eu não to acostumada com esse calor todo, pois sou do sul e na minha terra, calor mesmo a gente sente muito pouco. A Fer comprou uma garrafinha de água com ventilador que ela espirrava nela mesma o tempo todo pra refrescar ..ficava linda, com a cara encharcada, a blusinha, o cabelo...mas ela não tava nem aí. O calor era de quase 40 graus todo dia, mas com sensacao termica de 43 por ai...
Tudo muito lindo, a Fer acho que gostou mais ainda pq foi paquerada pelo Timão durante o show do Rei Leão ( kkk).

No quarto dia fomos ao Epcot. Nessa altura a gente não agüentava mais andar. Torcíamos pra chover, mas que nada. O sol estava cada dia mais forte. Parque enorme e eu queria ver tudo. Não conseguimos ver os filmes relacionados aos países e suas curiosidades pq eram mt demorados, mas mesmo assim, adorei cada etapa. Ficamos até o show dos fogos. Ma-ra-vi-lho-so. No sábado, resolvemos voltar no primeiro parque que visitamos o Hollywood Studios, pq achamos que não tínhamos visto tudo, e tb pq era lá que tinha aquela montanha russa barulhenta. E fizemos isso...Nos despedimos da Disney naquele dia, com dor no coração...pq apesar do calor e da canseira, a gente sabe que vai demorar muiiiiiiiito pra ver toda aquela magia de novo ( se é que a gente vai voltar lá um dia). Tiramos muitas fotos, mas as melhores lembranças ficaram só na memória, pq shows por exemplo não dá pra registrar.
No dia seguinte, as 9h já estávamos no aeroporto pra voltar pra casa ( dessa vez fomos de táxi). O Greg nos esperava em Washington ( pra variar, tadinho).

Meninas....acho que pra esse post ta bom né? Se alguém conseguiu ler até aqui agradeço muito. Depois numa outra oportunidade ( sei que não vai demorar) conto o final dessa minha viagem maravilhosa .

Beijos a todas .

1 de nov de 2009

Chegada em NY + NYC = by Sonia (mae da Fer)

Oi Gente, esse post foi feito pela mae. Eu nao arrumei nadinha, ate achei que ela ia escrever mais detalhes mas acho que ela nao quis exagerar.. quem sabe no proximo neh? Deixem comentarios pra que ela enfim termine o resto dos posts.
beijos das duas.

Quando chegamos em NY, no dia 03/10, meu filho Lucas falou assim:- puxa, deu tudo certinho né mãe? Nenhuma emoção nem nada. Boca santa.Na volta tivemos todas as emoções possíveis mas isso contarei num capitulo mais adiante.
Enfim, reencontrar a Fer depois de quase 1 ano foi mt emocionante. Queria rir e chorar ao mesmo tempo e o Greg fotografando tudo é claro (rsrs)
Muitos abraços e muitos beijos depois, saímos rumo ao carro e eu falando sem parar e a pobre da Fer traduzindo palavra por palavra...ou traduzia pra mim ou pro Greg, pois não sei se vcs sabem, meu inglês se reduz a 4 palavras: I dont speak English.
E por falar em Greg, meu “genro” é uma coisa: gentil, educado, bonito, simpático. Nota 10. Ta aprovado.
Saímos então a procura do hostel que a Fer tinha reservado. Pânico...procura, procura e cadê? Tinha fechado. Então após várias ligações da Fer , problema resolvido. Procuramos outro.
Meu 1ºdia em NY foi gelado. Passeia para um lado, anda pro outro, tira foto aqui, outra ali. Fomos na Time Square ( linda demais) 5ª avenida ( só pra olhar vitrines), lojas da disney, lojas MM e várias outras lojinhas. Andamos até o Central Park ( longe pra caramba) Andei mt de carro tb por toda a cidade, achei o máximo. A noite meu pezinho doía demais.
No dia seguinte, saímos pra mais uma aventura...conhecer a Estátua da Liberdade. O tempo estava mudando pra chuva, mas tudo bem, vamos assim mesmo. Linda linda. Vista maravilhosa, amei cada imagem. Mas teria sido perfeito esse passeio, se não tivesse caído dos céus o maior temporal. Já estávamos voltando, e não tinha onde se esconder, que óoooodio. Ficamos ensopadas. Mais de 4 horas depois a minha bota ainda estava encharcada.
Bom, o plano seguinte era conhecer o Museu de cera. Como minha roupa estava quase seca eu fui do mesmo jeito.
Bom, ficamos eu e o Lucas “apenas” 2 horas lá dentro, porque a Fer e o Greg já conheciam. Ficaram passeando até a minha saída, que segundo a Fer só aconteceu pq acabaram-se a bateria da minha e da câmera dela, senão eu estaria lá até agora (kkk)
Amei. Gostei mt de ver meu ídolos do passado. A noite jantamos na Times e meu queixo quase caiu qdo a Fer disse que poderíamos levar o que sobrou. Como assim??? No caminho de volta , minha Fer que é mt generosa, deu a sobra do jantar para um mendigo que nem viu pq estava dormindo. E eu quase dormindo em pé de tão cansada.
Fomos pra rua novamente. A Times a noite é ainda mais linda. Muitas luzes e brilhos.
Vi o Empire States meio de longe, mas valeu assim mesmo.
Hora de irmos embora, quer dizer, pra casa da Fer. Última olhadinha em volta. Não sei qdo verei tudo aquilo novamente, mas o que não está registrado em foto está na mente com certeza.
Viajamos quase 4 horas até chegarmos. Silêncio...todos dormindo. A casa por fora me agradou mt, mas confesso que a desordem por conta da mudança ( eles acabaram de mudar de casa), me decepcionou um pouco. Aí pensei, puxa, vou ter trabalho pra por ordem no recinto (kkk), mas minha filhinha disse, nem pense nisso, vc está aqui pra passear, se divertir, não pra fazer arrumação...ok Fernanda.. Obedeci né?
Bom, essa foi a primeira parte dessa minha viagem maravilhosa à terrinha do Tio Sam.
Pra quem gostou aguarde cenas do próximo capitulo.

27 de out de 2009

Mae e Lucas ja vieram e ja foram =[

Oi genteeeeeeeeeeeeeeee
finalmente voltei pra contar como foram as ferias com a mamis e o Lucas por aqui.
FORAM maravilhooooooooooooooooooooooooooooooooosa...

Fomos para:
New York
Orlando - (todos os parques da Disney)
Virginia - Arlington, Alexandria
Maryland - Bethesda, Rockville, Potomac, Baltimore
Washington DC - todos os monumentos e alguns museus mais importantes
Lojas, lojas mtasss lojas - to mto pobre. Mas valeu mto a pena.

Agora, vcs acham que eu vou contar? Imagina
Aguardem cenas do proximo capitulo... pq ela mesma, a que vive entrando pra ver o blog de vcs, que comenta comigo, sabe mais do que eu vai vir aqui e contar tudo nos miiiiiiiinimos detalhes.

Beijos, aguardem!!!

26 de set de 2009

Post dedicado a Fabi + resposta dos comentarios

Oi gente, to com um tempinho agora, alias agora me sobrou todo o tempo do mundo pra fazer o que quiser essa semana ate a mae chegar... pena que ja tem mtaaa coisa na agenda como pintar e cortar cabelo, arrumar guarda roupa (se nao ela me pega quando chegar), preparar as malas para os nossos destinos e preparar o folego... haja coracao!

Respondendo as perguntas:

Danila - O que eh TOEFL: Eh um teste que avalia a fluencia na lingua Inglesa para fins academicos, ou seja, frequentar a universidade (cursos superiores, mestrados, doutorados) onde o idioma oficial eh o Ingles. O teste dura 4 horas e 30 minutos com 10 minutos de intervalo.
Danny Ortiz- Meu teste foi um ok teste. Eu sei que falo, me faco ser entendida, e pra quem chegou aqui sem nada de ingles (quando eu digo nada eh nada) eu me orgulho da onde eu to... foi um avanco e tanto. Porem, quando se trata de testes, seja do que for, e que uma coisa importante depende desse teste, como por exemplo: Teste do detran, entrevista pra uma grande multinacional, visto, viagem pra ca, eu fico mto nervosa. MTO. passo mal, da dor de barriga e um monte de cositas mais.
O teste foi como eu esperava que ia ser... punk! O problema eh que como as pessoas vao entrando na sala (aproximadamente 20 numa mesma sala), tipo se eu for a 10 a entrar a pessoa que entrou antes ja vai estar adiantada no teste... e foi o que aconteceu. Eu entrei, sentei... ai vc tem que testar microfone, volume e tal... e pra testar o microfone o teste pede que vc descreva a cidade que vc mora... quando o microfone capta a sua voz ele diz ok... e vc para de falar... POis com a menina de tras de mim, pqp, o microfone dela nao reconhecia de jeito nenhum. Eu la, a Rafa do lado dela, eu de costas pra ela... e ela repetia, e tinha que falar alto pq nao estava captando... que merda. Eu no meu teste de leitura ja, com um texto sobre fossil de cavalos nao conseguia me concentrar por nada desse mundo. Sabe o que eh ler o paragrafo umas 5x e nao entender e se desesperar... e a matraca atras de mim falando da cidade q ela morava. Gente, fiquei decepcionada, pq tirou toda minha atencao, concentracao, me fez perder tempo e quando vi eu tinha poucos minutos sobrando pra responder um monte de pergunta e tive que clicar sem ter a certeza... algumas foram ate no chute! =[ outras nao tinha certeza =[[

enfim...
ai eu te pergunto, num teste tao bem preparado, com cameras por todo lado, computadores bons, pq nao fazem uma salinha pra cada um? Quando eu estudava em casa, com os livros da biblioteca, cds e tal eu fazia tudo no mais absoluto silencio... Ai te colocam numa sala onde um ta entrando, recebendo orientacao, outro ta checando microfone... e vc perde toda a concentracao... alem do nervosismo.
E outra... pra que vc tem que checar o microfone antes do intervalo de 10 minutos, sendo que o speaking eh so DEPOIS do intervalo? E AINDA te fazem checar o microfone de novo... Ai tava eu la no speaking, e uma parte do spaeking test eh de ler e ouvir e dar sua opiniao ou falar sobre o tema e a menina comecou tudo de novo: A cidade que eu moro eh assim, assim, assado... tem piscina pra eu ir, shopping center, e eu consigo relaxar... SENHOR... eu so ouvia a respiracao brava da Rafa, a minha, eu nao tava aguentando mais.. ou seja, a parte de listening do speaking tb foi uma bosta e por culpa dela... e os monitores atras dela dizendo: Fala mais alto.. .o microfone nao ta captando... fala mais alto. PQP parte 4.768

Tirando isso, o teste foi dificil por si so hahaha... ou seja, provavelmente eu nao fui bem quanto queria ter ido. Mas quer saber? quero mais eh esquecer... ate o resultado chegar daqui 15 dias uteis. O pior ja passou... agora que venha ferias!

Gabiii: Nem fala, minha mae finalmente ta chegando... na madrugada de quinta pra sexta eu saio daqui com o baby pra esperar por ela as 6e30 da manha em NY. To mtooo empolgada que quase nao consigo dormir mais. Fico imaginando tudo o que mostrar... enfim.
A saudade eh grande, esses dias quando fiquei meio abatida, ja pensei.. ah mas eles estao vindo.. se eles nao tivessem, seria uma crise de homesick. O problema eh que o resto da familia nao esta neh?

Mudando de assunto, ontem eu fui numa despedida de uma amiga mto querida que fiz aqui... Igual ela nao tem, alto astral sempre, leva tudo que vc fala na boa, especial pra caramba e me fazia rir demais... era bom estar com ela.
E agora, ela foi pra casa... gente, ja to nessa vida de au pair por 1 ano e 8 meses... nossas amigas aqui, viram familia. Irmas quase. Eh tao ruim quando uma vai embora...
Ano passado ja precisei me despedir de algumas: Beta, Beca, Bella, Sabrina... esse ano ja foi mais umas 5 conhecidas e agora a Fabi... e tem a Carol indo tb, a Ana que resolveu ir... gente!

Descobri uma coisa mto chata: Depois dessa vida de au pairs nunca mais seremos felizes por completo. Veja, se eu ficar morando aqui pro resto da vida, nao vou ser feliz pelo fato que nao tenho minha familia perto, e meus amigos do Brasil. Mas, por outro lado, se eu for pra la, essas amizades que eu fiz aqui eu nao vou ter mais contato tao facilmente... algumas amigas moram na Bahia, Minas, Sao Paulo.. vai ser ver uma vez e olha la.

E ai ontem eu la no barzinho, eu olhava a Fabi e pensava tudo isso... e quantas que foram embora que a gente nao falava: Ah, vamos ser sempre amigas, nos falar pra sempre, emails toda semana... e nao acontece. nem no facebook, msn mais... eu chorava no bar.
Se nem com as amigas no Brasil ja nao eh a mesma coisa... o ritmo de vida que elas levam la, eh diferente do nosso. Ja nao estamos presentes em cada conquista, eh dificil.
O Greg nao sabia o que me dizer... ele dizia, Fer vc vai fazer novas amizades... mas nao eh facil repor alguem... Enfim, so queria compartilhar que ouvi de alguem que conhece alguem que mora aqui, eh casada e que disse que a felicidade completa nao existe. Existe uma felicidade de momento (quando vc consegue reunir tudo o que gosta, mas nao uma continua)

to falando demais neh/ to emotiva ainda... acho que foi o mix de emocoes de teste, mae vindo, mudanca de casa, despedida da Fabi... ela vai fazer falta, assim como as outras que ja foram e as que ainda terei que me despedir esse ano!

SACO.
Fica aqui uma foto com a pessoa mais alegre do planeta. Pra ela nao tem tempo ruim.

Beijos Fabi, beijos gente!
Desculpa o desabafo.

24 de set de 2009

Sumico

Gente, perdaoooo
sumi mesmo
acho que foi record sera que nao??

Bom, o fato eh:

- Faltam 8 dias pra eu sair de ferias
- Consequentemente 8 dias pra minha mae sair do Brasil com meu irmao e vir pra ca me encherrrrr de amor (rs)
- Falta um dia e meio pro meu teste do TOEFL
- Falta um dia pra eu mudar de casa (a familia ta mudando... tenhoq ue ir neh?)

ou seja, mtas emocoes, mtos acontecimentos e nada de tempo pro bloguinho aqui...
mas tb nem tem comentarios...
tem ou nao tem?

beijossssssssss

22 de ago de 2009

Semana em MA

Hoje prometi que postava… pra nao esquecer tuuuudo que ta acontecendo ultimamente nesses ultimos capitulos da minha vida de au pair (ate parece, ainda tem ate janeiro).

Eh de fazer qqer um pensar em desistir da carreira e ao mesmo tempo de querer vir logo. Estranho neh…

Pois bem, semana passada na quinta feira, saimos com a van carregada rumo a Massachusetts…

Carro cheio, comida, papeis pra colorir, canetinhas, jogos, dvd’s pra assistir no caminho, cd case com mais de 15 cd’s infantis (incluindo dois da Xuxa) , 7 estados a serem atravessados e 3 criancas agitadas, que ficam entediadas mto facil.

Maryland, Delaware, New Jersey (paramos pra almoco na casa de conhecidos), New York, Rhode Island, Connecticut e por fim Massachusetts. Nem tinhamos saido de Maryland ainda e era como se o burro do Shrek tivesse no carro: Quando a gente vai estar la? A gente ja esta la? Vai demorar? Ou entao… to com fome, to com sede, to cansado (a), to sem nada pra fazer, a tv ta baixa, to com calor, a tv ta alta, liga a tv, desliga a tv, to com dor de barriga, quero ir no banheiro. A gente ja chegou? Falta quantos miles? Afff

Que dia… 10 horas no total dentro do carro, o transito de NY matou a gente. Odeio. Juro que teve uma hora que nao aguentava mais e liguei meu Ipod na cara dura no ultimo volume, pq a voz das criancas tava me deixando irritadissima. E nao era so eu, minha host volta e meia pegava uma rua errada e gritava com todo mundo pra ficarem quietos. Minha menina do meio, sempre foi a mais dificil e nem posso reclamar mto pq fui avisada. Ela eh a chefinha da casa. E bate nos irmaos… como estamos na van, elas ficam na parte de tras, e se batem… ou melhor uma bate e a outra apanha. Mas ai uma hora a outra revida e fica uma choradeira infernal, gritos, e eu e minha host nao temos o que fazer pq estamos la na frente. Eu ate grito com elas. Mando parar, digo que nao vai ter mais filme. Mas com a do meio nao tem papo. E fim.

Mas em compensacao, alguem uma vez ja me disse: Viajar com a familia eh estressante mas traz uma aproximidade incrivel. Eu e minha host sempre fomos mto amigas (mae, nada de ciumes), eu converso com ela sobre tudo, inclusive foi na viagem que descobri que o casamento dela (a festa) foi no topo das torres gemeas em NY. Imagina. Perguntei como meu host a pediu em casamento e ela ate me narrou algumas brigas. Me deu altos conselhos com o Greg. ^^

7 estados depois e uma dor de cabeca do tamanho do mundo, chegamos ao destino final. Casa de verao do paid a minha host em Cape Cod. Desfazemos as malas e fomos domir.

Nao cheguei mto a conhecer Cape Cod como turista pq se eu tivesse sozinha, teria explorado a area. Mas pelo que vi eh lindo. Tem varias vilas e ate conheci brasileiros la.

No proximo dia, fomos ver um show pra kids e piscina a tarde. O bom de ir pra piscine com minhas kids eh que as meninas sao otimas nadadoras e o menino tem uma camiseta (com boia embutida) e ele nao percisa de ninguem perto. Entao eh so deitar e relaxer o sol.

Os proximos dias foram todos parecidos, piscina, praia, brigas entre as kids, etc. No domingo minha host tinha me dado off pra eu explorer Boston. Porem ela foi convidada pra ir pra um passeio de barco e ir pra uma ilha perto chamada Martha’s Vineyard (onde o Obama ta de ferias essa semana). Ai eu falei de boa pra ela, que nao queria perder o passeio de barco mas que nao queria perder Boston. Acabei indo nos dois e deu bem certinho pq se fosse no domingo, a Mi tava trabalhando, eu ia ter que pagar pelo onibus, ia ficar o dia sozinha. Mas como fui na quarta e ela foi pra casa de uma amiga, ela me deixou em Boston, a Mi tava off ate as 5 da tarde e ainda de quebra me deixaram colocar o tour do Duck Tour no cartao de credito da familia. \o/

Em Boston, estava perdida. Sem mapa, so tinha o telefone. Minha host me deixou na porta do tour, a Mi me pegou la pra irmos comer comida brasileira. Fiz a maior cagada… comi demais num dia que tava provavelmente chegando perto dos 40 mas com sensacao de 45… e quando eu digo comi mto, eh pq comi mto. Repeti. Nao acreditei no restaurante por kilo ser tao barato. Meu primeiro prato nao tinha passado de 7 dolares. E aqui na Viriginia so rodizio e nada mais barato que $40 por pessoa.

Meu dia com a Mi foi super divertido, realmente era como se a gente se conhecesse a mais tempo. Principalmente por ela me lembrar mto minha amigona do Brasil, a Pri. (Eh Pri, vc) ela falava igualzinho voce… lembrei de ti mais que nunca. Saudade

Matei a vontade de picanha, alcatra, fraldinha, feijoada, e mousse de maracuja.. yummy.

Ai era a hora temida… mais 7 estados pra voltar. Bom, se eu to escrevendo eh pq sobrevivi, mas nao foi facil nao.

Rs

Chegamos em casa quinta a noite, e o Greg foi pra casa (12 dias sem nos ver), no outro dia a programacao era almoco na loja brasileira (pastel, coxinha, pao de queijo com guarana) e biblioteca. Devolvemos todos os dvd’s e pegamos mais um monte.

SAi com o babe a noite pra jantar e brincar no Dave and Buster’s. Adoro.

Como se nao bastasse minha host ser querida, ainda deixou (sem eu pedir) o Greg dormir la pq tinhamos ficado mto tempo sem nos ver. Afinal hoje as 6 da manha, repetimos todo o processo novamente… carro, comida, bebida, atividades, jogos, dvd’s, cd’s pra mais 3 estados. Mais uma semana com a familia, longe de casa. Apesar do pai estar junto dessa vez a bagunca foi ainda pior e tive que trocar de lugar com a mae em um dos momentos pq as meninas estavam se estapeando atras de mim. E eu? Continuei lendo meu livro de gramatica como se nada estivesse acontecendo. Resolvi que nao vou mais me estressar. OU tentar.

Ps: Se tiver algo escrito errado eh pq estou escrevendo no word primeiro pq minha internet ta pessima aqui.

Coloco fotos mais tarde.

Beijos

17 de ago de 2009

the idiom connection

Oie...
so uma dica de um site com expressoes pra salvar nosso dia a dia...
sabe expressoes que usamos no Brasil como
- Vestido pra matar?
- Pego com as calcas curtas?
- No vermelho (sem grana?)

Entao nesse site aqui vc aprende primeiro e depois tem puzzle como dever de casa.

www.idiomconnection.com

Enjoy!

16 de ago de 2009

Alimentacao

Oi gente... faz dias que to querendo vir aqui comentar de comidas e nao to achando tempo.
Eh so mais uma conquista pra dividir...
pois bem, quem me conhece sabe que sou a pessoa mais picky do universo.

Ainda acho estranhissimo sentar a mesa de jantar e ter milho na espiga (doce), frango e salada. E soh. Isso de refeicao no Brasil nao ia funcionar.
Bom, eu sempre quis muito gostar de todo tipo de comida, lembro-me de um episodio no tempo da faculdade que minha professora levou todas da sala pra comer comida japonesa e eu detestei.
Infelizmente
Mas o que vc faz quando sua host ta de aniversario, te chama pra jantar e a comida sera? Chinesa!!!!!
Hum, la se foi meu apetite... mas vou fazer o que? Pedir uma comida de outro lugar? nao da. Tive que escolher na mesa o que me parecia mais apetitoso e mandei ver. E nao eh que gostei... nao eu nao amoooo comida chinesa, mas tb nao passo fome. Ja me acostumo como frango doce e apimentado.

Frutos do mar: Ai de tanto o Greg reclamar que nao saimos pra jantar em outro lugar que nao seja comida Italiana resolvi aceitar ir num restaurante de frutos do mar. Mas... eh tudo que vc quer comer por um preco. Eu ia comer pouco? Ele me matava. Tive que experimentar... e com a mae dele junto, tive que fazer bonito.
Experimentei de tudoooo naquele dia. Digamos que de 20 coisas eu gostei de 16, repeti 8 tipos e me apaixonei por uns 3. Ta bom neh... rsrs
Mais uma etapa.

Comida mexicana: Quando eu cheguei aqui me assustei com o paixao dos americanos por comida mexicana.. eh o tempo todo, isso sem falar nos chips com salsa que eles comem em casa mesmo. Eu sempre odiei aquilo. Comecei aos poucos, saia pra jantar e pedia coisa so com queijo, um outro dia com feijao e agora ja como esses chips como se fossem chocolate. Ta bom, nem tanto. rsrsrs
Mas adoro. Porem nao como nada apimentado demais AINDA.

Japonesa: Uma amiga nos chamou pra um jantar esses dias atras pra comer japonesa e eu quase recusei. Mas como eu era minoria fui. Mas fui pra experimentar e gostar. Ja tinha colocado na cabeca antes mesmo que eu ia adorar... e nao deu outra. Nao sei se foi o restaurante ou o tipo de sushi ou do que quer q fosse que comi que tava bom. Eu so pedi pra nao me contarem o que eu estava comendo... pq quando disseram que era uma cobra do mar, algo assim... quase voltou. Mas depois passou e AMOOOO agora.

Brocolli: Imagina? Fernanda comendo brocoli? sei la como escreve, em portugues eh brocolis acho... eu ja havia experimentado, na tinha gostado... se cozinhar e colocar um temperinho fica comivel. Nao amo, mas se tiver no prato (como no que pedi hoje) eu vou comer sim.

Acho que chegou num ponto que eu ja nao tenho mais paladar brasileiro. Nossa comidinha eh tao gostosa, mas na falta dela, nada compara ao sabor e vc acaba testando mais coisas e como tudo eh mais ou menos, novas comidas ficam mais ou menos ou deliciosas. Depende...
Vamos ver o que vem proximo.

beijos pra todo mundo

1 de ago de 2009

hello

nossa quanto tempo.
ta criando teia de aranha ja... mas ando meio sem novidades...
as vezes eu e a Rafa conversamos sobre isso, tipo no primeiro ano de au pair, vc ta tao empolgada, conhecendo lugares, tirando foto de tudo que suas criancas fazem, de todos os passos... ai no segundo ano, vc ja nem ta mais tanto nesse clima, e a gente acaba passando os fds com os namorados, so saindo pra jantar, ou hang out que nem parece que nos somos de fora.
Eh estranho.

Enfim, o verao ta bom, pq nao ta quente como ano passado. Tem chovido bastante e ta otimo pra sair na rua. O camp das minhas criancas acabou ontem e agora segundo minha host o mes vai voar...
temos planos para todos os dias do mes de agosto e quando agosto acabar, comecam as aulas... hauhauha se nao eu ia morrer em casa com os 3 por um mes.
Segundo a lenda vamos semana que vem pro Hershey Park, dia 13 de agosto vamos pra Cape Cod em Massachusetts e voltamos numa sexta e no sabado embarcamos pra North Carolina pra praia. to empolgada
alguem ai mora perto de algum desses lugares... ME LIGA. rsrs
beijos gente...
espero nao demorar mais.

PS: Acho que nunca mais comentei, mas ja terminei os 4 livros do Twilight. Descobri um amor pela leitura que nao sabia que existia. OU entao eh o prazer de ler e tentar entender todo o contexto, historia, tudo em outra lingua e conseguir. Nao todas as palavras claro, pq nao sou um dicionario ambulante. hahahaha mas enfim... comecei a ler agora Gossip Girl, mas nao eh a mesma coisa... os sentimentos que ler twilight te trazem, so twilight mesmo (a saga toda)
pois bem, ja li os 4 livros e comecei a ler no site da autora o primeiro livro na visao do Edward e esses dias minha prima me mandou (em portugues) um capitulo a parte da lua de mel que nao foi publicada. Ai vc comeca a ler e entende exatamente o pq q nao foi publicado... rsrsrsr EMOCIONANTE.

Beijos

20 de jul de 2009

Anything can change a life that's ready to be changed!

ps: meus posts pelo blog nao tao funcionando mais.
volto em breve.

9 de jul de 2009

Praiaaaaaaaaaaaaa

Gente, como eu ando preguicosa de blog, agora mesmo tava me atualizando do que anda acontecendo no mundo auperiano lendo meus blogs preferidos... (embora nao tenha comentado em nenhum) e no que tentei comentar, ainda deu erro... Ehhhh blog da Bela viu? hahahahaha

Bom, por aqui tudo tranquilo, depois de um fds agoniante e maravilhoso (se eh que tem como) agoaniante por conta da agencia de viagens que eu comprei a passagem da minha mae... e maravilhoso pelas coisinhas que fiz...
Explico: Eu comprei a passagem dela pela agencia Brasileira BACC em NY (tb tem no Brasil) e disse que pagaria por ela, pra ficar mais facil e depois ela me dava o dinheiro. Beleza, fiz as cotacoes, comprei o voo mais barato da historia... SO q no outr dia, na sexta feira antes do feriado recebo um email dizendo que o nome do cartao nao batia com o nome do viajante. E pra piorar tinha que ser pago com um cartao com endereco americano. Ou seja, me deixaram sem opcao. E pra piorar um pouquinho mais, era sexta feira (ninguem trabalhou naquela sexta por ser vespera de feriado) e a agencia tava fechada. OTIMO. POr isso passei um fds meio agoniada. Mas como diz o Greg, se vc nao pode fazer nada na hora pra mudar, nem melhorar, nem piorar, tente esquecer... foi o que fiz. E so me lembrei de me preocupar no domingo a noite.
Passamos um fds maravilhoso... na quinta feira a noite fomos ver uma banda e conhecer uma amiga da Bru que tava aqui. Sexta ficamos o dia sem fazer NADA. Absolutamente nada e quando resolvemos sair jantar ja era 10 da noite. Fomos comer comida mexicana. Quem me conhece sabe que odeio comida apimentada, mas to aprendendo a comer certas coisas q nao sao tao apimentadas e tenho adorado. Depois fomos pra casa da Bru e ensinei o Greg a jogar truco. Mo divertido...

Sabado fomos jogar golf pela manha com um amigo dele

e depois seguimos pra piscina... e so enfim fomos assistir os fogos em DC com as meninas. (Post ilustrado heheeh)


Domingo o irmao dele ia chegar com a namorada e eu resolvi fazer uma sobremesa... Primeira vez na vida. Fiz pave bicolor (chocolate branco e preto)... li 50 receitas no minimo. Fui na loja brasileira e comprei todos os ingredientes... (inclusive mae, tem tudo que se precisa pra fazer um pudim dos anjos, vc faz pra mim quando tiver aqui- heheh) e comprei pao de queijo tb. Modestia a parte, ficou uma delicia.

Jantamos e fomos passear na Georgetown... E so entao me lembrei da porcaria da agencia...

Mas, gracas a Deus, isso ja eh coisa do passado, ja esta tudo confirmado e mamis chega dia 2 de outubro pra ficar 25 dias comigo!!!! Vou enjoar dela hehhee

E agora, estou arrumando minhas coisas, fazendo as unhas, pq estou indo pra um fds prolongado (pq minha host me liberou de boa) pra praia com o babe!
Virginia Beach here we go!

PS: LoveyouRafa!

30 de jun de 2009

19 dias depois...

... o carro ficou pronto. Minha host e eu fomos buscar. Durante esses dias, ela alugou outro carro pra ela e assim eu pude levar minha vidinha de academia, igreja, namorado, shopping normalmente!
O custo total do carro, quase cai de costas hoje, saiu mais de 6 mil doletas... Eu estraguei bonito o coitadinho. =[
Sorte que o seguro so permite a eles pagar $500. E por mais sorte ainda, ela tinha trocado de seguradora antes do acidente, mas o contrato ia ate dia 9 agora. Ou seja, nao vai nem subir o valor que eles pagam, nem nada. Quanto a mim, eu tinha uns 200 dolares ainda da bolsa de estudos e fiz umas 12 horinhas extras.. o que ja da mais de 300 dos 500 que ela pagou. Sair do bolso nao saiu, mas tb teve dinheiro que nao entrou =[
Mas o que importa eh que nossa relacao continua a mesma, tive que dirigir o carro do patrao por uns dias, e nada parece incomodar eles. Essa familia veio de tanta oracao ano passado. Sem brincadeiras.

Verao: Tem estacao mais gostosa que essa? Fica calor, umido, irritante, mas em compensacao... tem coisas pra se fazer com criancas no verao.
Eu mesma faco playdates tipo na casa da Rafa as vezes... vamos de manha, almocamos, vamos pra piscina, voltamos e se duvidar ate jantamos na casa dela.
E quando nao eh na dela, eh na de outra.. normalmente juntamos de 4 a 8 criancas em playdates.
Isso que tem coisas pra fazer, piscina aberta, quer coisa melhor que se bronzear olhando os pentelhos brincando na agua hahaha. Alem do que tem atividades em shoppings, shows, splash playgrounds, isso sem falar nos camps... minhs meninas ja estao indo e vao pra la ate o final do mes de julho. Em agosto temos o mes inteiro planejado (posts futuros) e ai ja acabou tb =[[
Mas, verao eh tuuudo de bom.

Gente, sei que to em falta aqui, em falta nos outros blogs e principalmente em responder os recadinhos carinhosos. Esses eu leio pq chegam diretamente no meu email.
Mto obrigada, tentarei... assim que possivel
beijossssssssssssssssssssssssssscruzaosdedos... ahha

17 de jun de 2009

verao chegando

Oi gentem...
obrigada por todos os comentarios. So pra atualizar um pouco...
Amanha ja fara uma semana que eu bati o carro e aqui em casa parece que nada aconteceu. Minha host alugou um carro, e esta usando ja que eu uso o das criancas.
Ja estou dirigindo pra toooodos os lugares, hoje mesmo, fui pro shopping pra ver uma apresentacao de criancas (a melhor de todas na minha opiniao, dei mais risada que eles) fui na loja brasileira pra almocar com as criancas e comprar as coisas que precisamos pra casa, em outras palavras FAROFA, CHOCOLATE, PIRULITO, DOCE DE LEITE... kkk... almocamos pastel e espetinho de frango... mo facada... $3,50 cada... imagina pagar 7 reais num espetinho de frango no Brasil?
E agora estou aqui na casa da Rafa tendo um playdate, faz 4 horas kkkk... reuniao de au pair e reuniao de kids (aproximadamente 8), fora os que ja foram embora.
hauhauhauah

Na minha casa minha host fez um calendario de verao com todas as coisas boas acontecendo na area, seja de pagar ou de graca. Entao toooodos os dias tem atividade. E quando nao tem, playdate pra que te quero.
Nadaaaa de ficar bored nesse verao.

SUper beijosss...

11 de jun de 2009

1 ano, 5 meses e 3 dias

Foi o tempo que eu sobrevivi aqui nos EUA sem um acidente de carro, uma multa, um nada.
Hoje, o pior dia veio...
Fui com o Kobi pra uma cidade ha 40 minutos daqui, pra um playground fechado onde ele brincou, pulou e saracoteou o tempo todo. Foi otimo. Comprei um lanchinho pra ele e viemos embora. Como meu GPS eh de uma marca diferente da do Greg e da minha host eles tem mania de dizer que o meu nao presta. Brincando, claro. Mas que meu GPS sempre me manda pelo pior caminho, ah isso sim. Ai antes de sair pedi pra ela emprestar o dela. E so pra minha cara mesmo. Se arrependimento matasse...
Coloquei o endereco nos dois GPS's na ida e na volta, so pra comparar...

POis bem, na volta eu so lembro de estar numa rua com um monte de carro perto de um semaforo, eu nao estava bem perto, tinha alguns carros na minha frente e so sei que essa mulher da frente foi, e eu fui... e olhei pro GPS que tava no meu colo pra ver onde eu teria que virar em seguida. Isso com o carro em movimento, a proxima coisa que vi foi esse carro na minha cara, na minha frente, tentei frear, mas nao teve tempo. Eu so gritei e pensei... meu primeiro acidente. Que merda.
Eu nao sei se ela parou do nada, eu saberia se tivesse olhando pra frente, mas nao... tava olhando bem na hora pro meu colo.
Na hora sai do carro, nao tive tempo pra dar chilique dentro, ou chorar, so senti aquele cheio de fumaca e como o Kobi estava comigo, me desesperei. Sai do carro, falei com a menina, e tirei ele correndo de dentro. Ele ainda estava comendo o lanche. Coloquei ele numa grama perto e ele ficou la comendo como se nada tivesse acontecido. Um anjo.
A menina que eu bati o carro tb nao se mostrou braba, nervosa, nem nada. So reclamou que deu dor de cabeca com a batida e ficava passando a mao.

Ela ligou pro pai e eu fui ligar pra minha host. Ai minha host conta depois que ja achou estranho eu ligar, pq eu normalmente nao ligo, so mando mensagem... Ai ela ja atendeu meio assim.
Falei, bati o carro. Me perdoa. Me desculpa. E ela - o Kobi ta bem? - Ta - Voce esta bem? - To. - Entao vc vai se acalmar, pq o importante eh voces dois estarem bem... o resto a gente vai dar um jeito. Me fala onde vc esta, que eu estou indo te buscar- .
Ai o pai da menina chegou logo em seguida, eles moravam perto. E quando ele foi chamar a policia eu pedi.. "por favor nao chama agora, espera minha chefe chegar". Ele concordou, mas policia aqui eh mais facil que achar padaria... quando vimos, (nao tinha dado um minuto que eu tinha pedido aquilo) uma policia parou pra falar com a gente.
Primeira pergunta se tava todo mundo bem, se precisavamos de uma ambulancia, e perguntou como foi... bla bla bla e se o carro tava em condicoes de ser dirigido. Eu nao quis, disse que nao queria dirigir e o pai da menina dirigiu o carro ate o estacionamento perto.
Ai a policia veio, me pediu documento do carro, carteira de habilitacao. Trocamos informacoes de seguradora com a outra dona e ele disse que nao tinha motivo pra eu ganhar multa.

Afinal de contas nao quebrei nenhuma lei, foi um acidente estupido.
Ai vendo o Kobi todo queridinho fazendo tudo que eu pedia, o policial foi no porta mala do carro e pegou uma sacola e abriu pra ele escolher um brinquedo dentre os tantos que eles tinham...
Ai ta, sentei pra esperar neh... pensando na merda que tinha feito. Eu tava mto nervosa, eu nunca me envolvi em um acidente de carro antes, acho que nem no passageiro, nao sabia como agir. Em compensacao a menina disse que nao foi a primeira vez que bateram na traseira dela, ou seja, vai ver foi mesmo culpa dela por frear assim do nada.
Ai a policia foi embora, e minha host chegou. No que ela chegou eu olhei pra ela com uma cara de me perdoa de novo e surpresamente ela veio e me deu um abraco. Me abracou e disse o importante eh que vc ta bem, meu filho ta bem, a outra passageira ta bem... nao se preocupe que acidentes de carro acontecem. So lembro que eu resmunguei algo pra ela como um- you are awesome, but sorry.
Quem conhece minha host sabe o quanto ela eh simpatica, conversou com a outra menina, com o pai dela, um amor. Ate ria e fazia piada.


Ai ta, tivemos que esperar pelo guincho e depois ir ate o lugar que o carro foi parar pra arrumar...
O nosso carro foi feio, no carro da menina nao tinha quase nada. So na parte preta de plastico.
Foi chato ter que ver minha host correndo pra la e pra ca, ligando pra Deus e o mundo pra resolver o problema. Seguradora, guincho, explica daqui, dali...
Enfim, ainda fomos almocar pizza todos juntos. Pq no final tudo acaba em pizza... kk mas isso ja era la pelas 4 da tarde e a batida foi 12:30.
No caminho minha host me lembrou que tinha algo acontecendo na escola das meninas e que por isso meu host estava la. Ai pensei, nossa, mas era pra ela estar la tb. E em seguida, mas entao pq ele nao veio? pensei neh.. ia ser mais facil pra ele fazer tudo isso.


Ai ela me disse que a amiga dela perguntou a mesma coisa.. pq o marido nao foi e ela respondeu q eh pq eu precisava de uma mae, de um carinho e de um apoio pra eu nao ficar triste.
Posso com isso? Achei uma mae aqui e nao sabia.
Depois de tudo isso ainda fomos ver a mais velha jogar baseball e estao todos agindo como se nada tivesse acontecido. Todos menos eu.


Dica 1: Os GPS's normalmente tem aquele treco de prender no vidro.. eu aconselho todo mundo a NUNCA, JAMAIS, dirigir com o GPS no colo, pq se o carro da frente para bem na hora que vc resolveu olhar o caminho, vai acontecer o mesmo que comigo. Eu nao vou mentir aqui, sei que por dirigir tao bem, eu muitas vezes acabo abusando... sabe, sai de carro, comeca a mexer no GPs, as vezes ate passar um gloss na boca, procurar um chicletes na bolsa. Nossa nunca mais!


Dica 2: Liguei pra minha amiga Ana que ja bateu o carro e ela me deu um conselho super poderoso. Que ao inves de eu ficar mostrando que to com medo de dirigir de novo, ficar com medo de pegar o carro de novo eh pra eu mostrar bem o contrario. Pq parece que aqui eles nao aceitam que vc fique cabisbaixa e com medo de dirigir as kids. Pois entao, na volta do baseball ela tava me esperando na porta do carro e eu perguntei meio rindo: Voce acha que eu deveria dirigir o carro?
Ela me olhou rindo e disse: Eu tenho certeza. Me passou a chave e eu dirigi no caminho de casa. Acho que eu nao ia conseguir ir pra cama pensando que ia ser dificil pegar o carro de novo.
Passou... agora vamos ver quanto vai ser a facada. Por enquanto ela nao falou nada sobre isso ( alias, ate falou, falou pra eu nao me preocupar...) mas eu volto pra contar.
Beijos

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...